18 de setembro de 2015

A Automutilação (1° Parte)


gif Cortes se cortar pulsos cortados depressão auto mutilação sozinha

Olá pessoal! Como estão? Eu estou bem, na verdade muito bem. Minha autoestima está lá em cima haha estou muito contente com o blog, mesmo ele não tendo muitos seguidores e visualizações. Bem, como viram o título do post, eu vim falar sobre automutilação. Não fiz nenhuma pesquisa, nem nada para fazer esse post. Eu quis fazê-lo de uma forma pessoal, já que eu também já me automutilei. Não vou dizer que não vou desabafar, por que eu realmente quero desabafar, mas acho que esse pode ser o motivo do post. Vou postar por partes, pode ser meio grande a minha história... Se alguém não curti esse tipo de assunto Ok,não prossiga,mais se você quer saber mais e está um pouco curioso prossiga..Não quero ninguém falando mal nos comentários..



E quantas vezes eu disse que ia ser a ultima?

Bom, para quem ainda não sabe o que significa automutilação, é a pessoa se bater, bater a cabeça, puxar o cabelo, morder a si mesmo, se cortar ...Em fim é o ato da pessoa fazer algo que a machuque ao ponto de tentar sentir dor, o que na verdade não sente, Faz isso geralmente para 1. Sentir a raiva sair de si. 2. Tirar a dor que as pessoas causaram a ela. 3. Chamar a atenção.  4 O vício de se sentir bem. Ah sim, eu creio que pode se tornar viciante após o primeiro ato de automutilação.  A maioria dos adolescentes se cortam, e depois do primeiro corte não consegue parar.


A Automutilação e Eu:

Fraca, sozinha e desamparada era assim que me sentia. Não eram muitos os motivos, deve que a primeira pergunta que surge na cabeça da gente quando é esse o assunto, é “porquê”, não é mesmo? Então começando por ai. Eu me sentia sozinha, era sensível e todos não cuidavam com as palavras ao falarem comigo, mas o que mais me machucava era o fato de que minha mãe não demostrava amor, carinho por mim. Tentava de tudo agradá-la e era inútil minhas tentativas. Ela não se importava comigo, bem era o que parecia, chegou ao ponto de ela nem se quer deixar eu falar com ela, e dizia coisas feias para mim. O que me magoou muito, me calei para todos a minha volta, Minha autoestima foi-se toda.


Chorava muito de dia e de noite, quando me falavam palavras duras e frias. Me sentia horrível, inútil, me sentia um lixo. Eu ficava remoendo cada situação que me deixava triste, remoía na minha cabeça o dia inteiro, e também tinha coisas do passado que me machucaram muito. Doía, muito na verdade, chorar não estava adiantando, já havia até me cansado, e não sabia o que fazer. Havia um garoto que eu gostava e um dia minha melhor amiga passou lá em casa, e me mostrou como ela tinha feito um símbolo que eu achei muito legal, parecia tatuagem... E a Melissa muito inteligente (momento de ironia kkk), Foi inventar de fazer a inicial do pia no corpo. Peguemos caco de vidro e começamos, fiz um “W” na minha coxa, passamos água, para parar de sangrar e depois passamos álcool.

Continua no outro post de 2° parte... 
Comentem...

4 comentários:

  1. Seu blog é perfeito <3 amei o post :D hahaa a demi ali

    http://garota-popular-gp.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, adorei o post
    Espero a continuação.
    http://www.caffecompalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Veja Também...