26 de março de 2016

Palavras

Ninguém sabe nem metade do turbilhão de sentimentos que sinto, tem momentos que penso que não conseguirei suportar e tudo irá escurecer... Acabar. Tudo bem, eu entendo a necessidade de falarem algumas coisas, só que como falam é que machuca, as palavras saem duras como pedras, e agora nem notam o quanto são pesadas, o tempo fez com que se acostumassem como se fosse algo da rotina. Tudo bem, talvez eu consiga um dia dominar meus sentimentos e não deixá-los me dominarem, me fazendo ficar em silêncio; por enquanto eu fecho os olhos e busco uma lembrança feliz que possa tornar ás vozes em silêncio. Claro que dói, machuca mas espero que tudo o que sinto agora, sintam no futuro. Não desejo o mal, desejo que se coloquem em meu lugar, literalmente. O pior de tudo é como não consigo falar com ninguém o que está acontecendo e como estou me sentindo; chorar esta sendo melhor no momento.

Algumas vezes fazem tentativas do motivo do meu choro, eu só sorrio em meio as lágrimas salgadas, sorrio por que respondo nos meus pensamentos. Ás vezes chega perto de adivinhar quando falam "é a gente?" "O que a gente fez?" "É por que te corrigimos, não gosta de ouvir a verdade?" Bom a verdade é que quando me corrigem fico pensando nas minhas escolhas, as palavras duras fazem manobras em meu cérebro. Me machucando de uma forma horrível! Não quero me punir, então sigo o concelho de um amigo, Chorar. Tira o peso, alivia a dor e diminui a tristeza. Me tranco em meu silêncio, refletindo as palavras, essas palavras, dolorosas palavras que me jogam na parede me pressionando até ficar sem ar. Fico cheia de pressão como uma penela de pressão ao fogo, cozinhando feijão. Ás vezes acho que vou explodir, não de um jeito assustador como esbravejar as palavras mas sim desabar no choro como se estivesse desabando em um penhasco frio e sombrio, sinto um vazio tomar de conta de mim, a angústia me persegue, me deixando aflita e aterrorizada, sem saída eu entro em desespero em silêncio, com meu silêncio, meu vazio, meu sofrimento, com a sombra de algo gelado dentro de mim.

Com meu silêncio.

- Mel ♡

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja Também...