11 de maio de 2016

AFLIÇÃO

Imagem via google

Meu coração doí e só penso em arrumar um jeito de me matar, é tanta dor no meu peito. Não me adianta chorar muito menos lamentar, sei que mereço essa dor, as humilhações e todas as palavras duras, olhares de desprezo... sei que mereço me sentir inútil. 


Dia a pós dia, o mesmo sofrimento, uns dias piores que o outro, não sei não ceder. Sempre fraca, irresponsável, mereço mesmo tudo, não tenho controle dos meus atos. Ninguém entende isso, e realmente não quero que entendam, não quero mais olhares de nojo e desprezo, tudo que recebo já está suficiente. 

Só queria um momento de sossego, sem ser julgada ou observada, me sinto um lixo a todo instante e é incrível a facilidade das pessoas em me destruir em tão pouco tempo! Se soubessem o quanto dói, se soubessem o turbilhão de sentimentos que forma uma bomba dentro de mim... Preciso respirar, preciso de ar, pensar e desabafar com quem não me julgue e nem me responda com o olhar, realmente só preciso não me sentir tão sozinha.


"A obediência somente leva à repetição de velhos erros. Só o respeito pela liberdade de cada um pode garantir a sobrevivência da humanidade. Só o respeito pelas opiniões divergentes pode garantir o progresso. Só a desobediência modifica o mundo!" 

~ A Droga da Obediência, Pedro Bandeira

Ninguém sabe o que é sentir um frio gelado, medo, e solidão dentro de si mesmo, ninguém sabe o que é se sentir só dentro de um mundo tão pesado e pequeno visto pelos seus atos... 

Cansei, tentei, serio, tentei de verdade, falei comigo mesma: "Não vou desistir. Jamais! Vou lutar e vou conseguir, sei que sou capaz...”E agora vejo que não dá mais, tentei inúmeras vezes e nada ocorreu além de piorar, meu coração grita por socorro em meio a tanto silêncio, preciso respira, me ajudem quem puder! 

Não quero não ser capaz de estar no controle dos meus atos. Não queria fazer o que fiz, não queria passar por isso, sorrir todos os dias como se nada tivesse acontecido, acontecendo, como se eu não estivesse me sentindo culpada.Tem dias que vou dormir dopada de peso dos meus atos, com medo e espero que o pior aconteça, que talvez uma hora ou outra eu não sobreviva. 

Os dias passam e nada muda, repito tudo, ás vezes consigo ser forte por alguns dias, mas não consigo ficar uma semana sem cometer algum erro, não consigo. Penso negativo o tempo todo, por que o medo e a solidão não me deixam pensar positivo.

 Chorar não me adianta mais, outro modo de tirar essa dor talvez tenha só que talvez só piore em vez de melhorar então eu simplesmente desisto cansei, todo esse sofrimento para nada, dia a pós dia me esforçando para seguir em frente conseguir ultrapassar todas as barreiras, tentando me manter firme, sem recuar, mas talvez essa guerra já estava ganha e só eu que não via isso. Dessa vez não tem outra solução e esse seja meu fim.




 - Mel

P.S.: Esse é meio que um desabafo... Por isso talvez esteja um pouco pesado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja Também...